"Bancada evangélica propõe lei visando curar gays"

Bancada evangélica quer derrubar lei que proíbe tratamento psicológico de gays

Autor: Redação - Mix Brasil

Quando: 29/02/2012 - 17h10

Em 1999, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) tornou proibido o tratamento da homossexualidade como um distúrbio. O tema ainda é tabu para alguns conservadores que acreditam que um profissional ajudaria o paciente a reverter a sua orientação sexual. Seguindo esse pensamento, a bancada evangélica quer decretar um Projeto de Decreto Legislativo que visa legalizar a tal da "cura gay".

O projeto é do deputado João Campos (PSDB-GO), líder da Frente Parlamentar Evangélica, e segundo ele o conselho abusou do poder regulamentar ao "restringir o trabalho dos profissionais e o direito da pessoa de receber orientação profissional". Já o pastor Roberto de Lucena (PV-SP), diz que o errado é deixar "um homem em conflito", sem ajuda psicológica, apesar de reconhecer que o tema deve ser discutido em audiência pública.

O presidente do CFP já se posicionou contra o projeto do deputado. Para Humberto Verona, "a intenção dos deputados que estão cuidando disso é outra. Ela tem uma origem moral, nos seus conceitos religiosos. Não há uma preocupação real com a sociedade. Se houvesse, esses deputados estariam defendendo a resolução, o direito de as pessoas terem sua orientação sexual exercida com liberdade e respeito.